Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

18 de julho de 2012

EDITAL DE AGENTE PENITENCIÁRIO SOFRE UM PEQUENO ATRASO E DEVERÁ SER DIVULGADO EM AGOSTO


O edital do concurso para a Secretaria de Defesa Social de Minas Gerais (Seds-MG), que seria divulgado em julho, sofreu um pequeno atraso. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, mesmo sem a definição da organizadora, a divulgação do edital está programada para agosto. Inicialmente, serão oferecidas 3.410 vagas de agente penitenciário. Haverá oportunidades para ambos os sexos.
A assessoria também confirmou que não existe limite de altura e idade para participar do concurso. Os requisitos para ingressar no cargo de agente penitenciário é possuir o nível médio completo e 18 anos na data da posse.
O vencimento é de R$1.957,68, mais abono de fardamento de R$898,20, para a carga horária de trabalho de 40 horas semanais, em escala de plantão ou diarista, dependendo da necessidade de cada unidade. O regime de contratação será o estatutário.
 
O concurso não será destinado ao cadastro de reserva, pois a Seds irá realizar mais dois concursos em curto prazo, visando ao provimento de 6.822 vagas para agente penitenciário. Em entrevista à FOLHA DIRIGIDA, o subsecretário de de Administração Prisional, Murilo Andrade de Oliveira, destacou que a secretaria conta com plano de carreira, programa de valorizaçãodo servidor e que o órgão está investindo nos cursos de capacitação para os agentes.
O concurso será composto por seis etapas: prova objetiva, condicionamento físico, avaliação psicológica, comprovação de idoneidade e conduta ilibada, exames médicos e curso de formação técnico profissional.
Último concurso - No último concurso, realizado em 2007, foram oferecidas 1.250 vagas, sendo 180 para o sexo feminino e 1.070 para o masculino, disputadas por 21.648 inscritos. Os candidatos tiveram três semanas para se inscrever e pagar a taxa de R$60. A avaliação ocorreu por meio de seis etapas. A primeira foi composta por prova objetiva, com 20 questões de Português e 30 de Conhecimentos Gerais. Para ser aprovado o candidato precisou acertar no mínimo 60% da prova.
Os testes que constituíram o exame físico foram força muscular de abdomen, flexão de braços e resistência aeróbica, o tempo para cada exercício variou de acordo com o sexo. Após, os aprovados nesta etapa realizaram a avaliação psicológica que verificou a dinâmica e a estrutura da personalidade do candidato, além de avaliar se ele apresentava características incompatíveis para o exercício do cargo.
Na quarta etapa foi realizada a análise documental através da comprovação de idoneidade e conduta ilibada. A quinta fase foi constituída por exames médicos. Os aprovados em todas as fases realizaram o curso de formação que concedeu metade do salário e exigiu dedicação exclusiva.

Folha Dirigida em 11/07/2012

Nenhum comentário: