Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

6 de outubro de 2011

QUEM-QUEM E PEZÃO DESEMBARCAM EM BELO HORIZONTE E VÃO PARA UNIDADE PRISIONAL


Os dois foragidos da Justiça, integrantes da lista dos 12 criminosos mais procurados da polícia mineira, Bruno Rodrigues de Souza, o Quem-Quem, e Ângelo Gonçalves de Miranda Filho, conhecido como Pezão, desembarcaram por volta das 23h15 desta quinta-feira, no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte. A dupla estava no litoral paulista, onde foi presa nessa quarta-feira.

Para fazer a condução dos suspeitos do aeroporto até o Departamento de Investigações, a Polícia Civil usou um efetivo de 48 policiais e 12 viaturas. Dentre os policiais presentes na ação, estava o sub-tenente Paulo, que havia sido baleado nas costas pelo próprio Quem-Quem, em uma ação na favela Sovaco das Cobras, no bairro Califórnia, região Noroeste de BH, em agosto deste ano.


A dupla foi levada para o Departamento de Investigações, onde foi formalizado os mandados de prisão. Em seguida, eles foram para o Instituto Médico legal (IML), onde passaram por exame de Corpo de Delito, e depois encaminhados para uma unidade prisional onde passam a noite.


De acordo com a Polícia Civil, está prevista a apresentação dos dois suspeitos para esta sexta-feira às 10h, quando será explicado os detalhes da operação, dos dois suspeitos e dos crimes que eles cometeram. Ainda nesta sexta, segundo a PC, eles vão prestar depoimento.


A expectativa da chegada da dupla em Minas foi aguardada desde a manhã desta sexta-feira, quando a foi autorizada a transferência deles pela Justiça de Santos, no Estado de São Paulo. A dupla foi presa na tarde dessa quarta-feira (5) na cidade de Praia Grande, no interior paulista, após trabalho investigativo feito pela Polícia Civil de Minas.


Eles saíram de São Paulo em um avião da Polícia Civil por volta das 22h desta quinta, desembarcando pouco depois da hora prevista inicialmente. O armamento encontrado com Pezão, em um apartamento de Santos, passará por um exame de balística para comparar com os projéteis encontrados no corpo das oito vítimas, que teriam sido assassinadas por ele.


Histórico

Quem-Quem foi indiciado pela morte do agente penitenciário Ronaldo Miranda de Paula, de 43 anos, executado com 11 disparos após uma troca de tiros ocorrida no bairro Guarani, na região Norte de Belo Horizonte, no dia 26 de agosto deste ano.

O criminoso estava foragido da penitenciária de Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, onde é acusado de planejar a morte de um juiz. Além disso, Bruno Rodrigues é tido como um dos braços mineiros de uma facção criminosa de São Paulo e é um dos principais responsáveis pelo tráfico de drogas em Teófilo Otoni e no bairro Califórnia, em BH.


Quem-Quem também era um dos integrantes da lista dos 12 criminosos mais procurados de Minas, que foi divulgada nessa terça-feira (4) pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds).


Já Ângelo Gonçalves de Miranda Filho, o Pezão, é acusado de tentativa de homicídio, homicídio, tráfico de drogas, roubo, formação de quadrilha e porte ilegal de arma de fogo.

Fonte: www.otempo.com.br 

Nenhum comentário: