Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

19 de julho de 2011

GOVERNADOR PROF. ANTÔNIO ANASTASIA ENTREGA 1000 NOVAS VIATURAS PARA A POLICIA MILITAR


O governador Antonio Anastasia entregou, nesta terça-feira (19), em solenidade na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, 1.000 novas viaturas para a Polícia Militar de Minas Gerais. Do total, 550 serão destinadas aos municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) e 450 serão enviadas a 19 cidades do interior do Estado.
Ao lado do secretário de Estado de Defesa Social, Lafayette Andrada, do comandante-geral da Polícia Militar de Minas Gerais, coronel Renato Vieira, e do chefe do Estado-Maior da PMMG, coronel Márcio Sant'ana, Antonio Anastasia entregou simbolicamente as chaves das viaturas aos 18 comandantes regionais da Polícia Militar no Estado.
Imagem da nova frota de veículos na Cidade Administrativa
A renovação e modernização da frota darão mais agilidade à polícia no trabalho de prevenção e combate à criminalidade. “O objetivo dessa ação é o aprimoramento do funcionamento da segurança pública em nosso Estado. A entrega dessas mil viaturas é muito importante para que a Polícia Militar possa realizar a prevenção através de sua presença ostensiva nas ruas”, disse o governador em entrevista.
Para o governador, três elementos fundamentais na polícia devem receber atenção e investimentos. “O primeiro é o elemento humano, daí nosso grande esforço em relação à remuneração, qualificação e treinamento. O segundo é o logístico, por isso as viaturas, o novo armamento, a recuperação das instalações, ou seja, toda infraestrutura necessária para que haja um bom trabalho. O terceiro é a metodologia. No caso de Minas estamos baseados na ideia da integração das forças de segurança, que se consolida para trazermos mais segurança aos mineiros. Minas é o Estado que mais investe em segurança pública em razão de seu orçamento. Minas Gerais confia, tranquila, na sua Polícia Militar”, ressaltou.
De 2003 a 2010 a frota dos órgãos de defesa social em Minas Gerais saltou de sete mil para 17 mil viaturas. Nesse período, o Governo de Minas investiu mais de R$ 33 bilhões na área de segurança pública.
A solenidade também contou com a presença dos secretários de Estado Danilo de Castro (Governo), Alexandre Silveira (Extraordinário de Gestão Metropolitana), Bilac Pinto (Desenvolvimento Regional e Política Urbana) e Wander Borges (Desenvolvimento Social), além de outras autoridades políticas e forças de segurança do Estado.
Mais segurança
Para as cidades do interior, serão enviadas 450 novas viaturas. Também serão enviadas viaturas que fazem o patrulhamento dos municípios da RMBH e que estão sendo substituídos pelos novos veículos. A proposta é ampliar o número de municípios atendidos. As 1.000 novas viaturas que foram entregues são modelo Fiat Pálio Hatch Atractive Flex.
Nas palavras do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Renato Vieira, a PM recebe hoje um número de veículos sem precedentes no Estado. “São 1.000 viaturas da frota terceirizada, que atuarão na Região Metropolitana e em alguns municípios do interior. Além disso, estamos redistribuindo para todo o Estado cerca de 800 viaturas. Essa entrega facilita e capacita a Polícia Militar ainda mais para o exercício de sua atividade de prevenção criminal”, disse Renato Vieira.
No interior do Estado, os municípios que receberão as novas viaturas são Juiz de Fora, Uberaba, Governador Valadares, Lavras, Barbacena, Montes Claros, Passos, Ipatinga, Patos de Minas, Uberlândia, Teófilo Otoni, Pouso Alegre, Divinópolis, Varginha, Sete Lagoas, Ubá, Unaí, Poços de Caldas e São João del-Rei.
Gestão terceirizada
A entrega das novas viaturas faz parte do projeto de gestão terceirização da frota da PM. Desde que o processo começou, em 2005, já foram colocadas 1.359 novas viaturas nas ruas. A gestão terceirizada está contribuindo para otimizar e dar mais transparência à destinação dos recursos públicos.
O contrato com a empresa vencedora da licitação prevê a compra e manutenção das viaturas por dois anos. O preço global do contrato é de R$ 77,4 milhões, sendo R$ 35,4 milhões para aquisição dos veículos (R$ 35,4 mil por viatura) e R$ 42 milhões para manutenção (R$ 42 mil por viatura), parcelado em 24 meses.
“Minas Gerais foi um Estado pioneiro. A frota da Polícia Militar estava sucateada e os policiais não podiam fazer o policiamento preventivo, que é a presença da Polícia Militar nas ruas, inibindo a criminalidade. Isso porque não havia condições de substituição das peças e veículos quebrados. A partir de 2005 fizemos um grande investimento, terceirizamos a gestão da frota e os índices de paralisia que eram mais de 30% caíram a 3%. Essa é uma renovação permanente de três em três anos”, destacou o governador.
Dentre os serviços que a empresa terceirizada precisa garantir está a manutenção dos veículos, socorro 24 horas e substituição imediata em caso de defeitos. Dados da Secretaria de Estado de Defesa Social apontam que, antes da terceirização, o índice de indisponibilidade da frota mantinha média de 35% a 45% e atualmente mantém-se entre 3% e 5%.
“A Polícia Militar precisa ter presença ostensiva nas ruas, viaturas circulando, atendendo as demandas do cidadão. Hoje temos todos os recursos necessários para que a Polícia Militar cumpra cada vez melhor seu papel de prevenção criminal. Temos hoje quase 10 mil veículos. A relação policial militar e viatura em Minas Gerais é a maior do Brasil. Temos em média uma viatura para cada quatro policiais. A atual estrutura de viaturas da PM é plenamente suficiente para o exercício do nosso trabalho no Estado”, explicou o coronel Renato Vieira.

viaturas 

Nenhum comentário: